Padrões de dados

Os padrões de dados partilhados são o principal facilitador para reunir as centenas de milhões de registos primários de biodiversidade no índice do GBIF (GBIF index).

Detail of *Elodea*
Macrophotograph of Elodea cells and chloroplast by Brandon Zierer. Licensed under CC BY-NC-SA 2.0.

Os dados disponíveis através do GBIF.org e seus serviços associados são o resultado da rede GBIF de Participantes e Publicadores, que aplicam regras e convenções partilhadas para descrever, registar e estruturar milhares de diferentes conjuntos de dados de centenas de instituições em todo o mundo. Padrões comuns são o principal facilitador para reunir as centenas de milhões de registos primários de biodiversidade no índice GBIF.

Dentro do domínio da biodiversidade, o grupo mais frequentemente responsável pelo desenvolvimento e manutenção de padrões de dados é o Padrões de informação sobre Biodiversidade. Como afiliada da União Internacional de Ciências Biológicas, esta associação científica e educacional sem fins lucrativos, concentra-se no desenvolvimento de padrões para a partilha de dados biológicos e de biodiversidade. Os membros da comunidade de biodiversidade geralmente referem-se a este grupo como TDWG, que teve origem anteriormente como Taxonomic Databases Working Group.

Padrões comumente usados

Darwin Core

O Darwin Core Standard (DwC) oferece uma estrutura estável, direta e flexível para compilar dados de biodiversidade a partir de fontes variadas e variáveis. A maioria dos conjuntos de dados partilhados através do GBIF.org são publicados usando o formato Darwin Core Archive(DwC-A).

EML: Metadados Ecológicos

O Ecological Metadata Language, ou EML, é um padrão de metadados que regista informações sobre conjuntos de dados ecológicos em uma série de tipos de documentos XML modulares e extensíveis. Todas as descrições dos conjuntos de dados no GBIF.org contam com “metadados” - ou seja, as informações sobre os dados - usando o padrão EML de código aberto, que é administrado e mantido pela A rede de conhecimento para biocomplexidade. Cada Darwin Core Archive inclui, como componente, um arquivo EML (escrito em formato XML).

BioCASe / ABCD

O Serviço de Acesso a Coleções Biológicas, comumente chamado de BioCASe, é uma rede internacional que conecta dados de coleções biológicas de museus de história natural, de jardins botânicos / zoológicos e de instituições de investigação. O BioCASe tem como base o padrão de partilha de dados Aceder a coleçoes biológicas(ABCD), que o TDWG também administra.